O Curioso Caso de Maria Aldenete


Maria Aldenete tem 29 anos, mas um corpo de criança de oito meses. O dente ainda é de leite, o cabelo ainda é o mesmo de quando nasceu. Moradora da comunidade de Muquém, municípido de Caucaia,na região metropolitana de Fortaleza, Maria Aldenete passou todos esses anos praticamente isolada. Sofrendo de disfunção hormonal por problemas na tireóide, ela envelhece num corpo de criança.
O que mais me impressiona neste caso, é o completo abandono pelo qual essa família passou por todo esse tempo. Foi preciso programas televisivos sensacionalistas usarem a história dela para poder ser feito alguma coisa, e isso depois de 29 anos porque se ela tivesse tido acesso a um tratamento de reposição hormonal, teria crescido, falaria.
Reproduzirei na íntegra o texto da repórter Ana Mary C. Cavalcante, do Jornal O Povo de Fortaleza,publicado na edição desta quarta-feira, vale a pena ler e refletir:
"Não foi fácil ir até onde Maria Aldente está. Há caminhos frágeis e sinuosos até Muquém. É necessário um cuidado constante, palavra por palavra, para não derrapar em um jornalismo sensacionalista e inútil. É indispensável, sempre, ser cuidadoso ao entrar na casa das pessoas que têm uma vida de taipa.
Aldenete não é apenas a menina que não cresceu, ou " a menor mulher do mundo" ( como quer um programa de televisão local). Aldenete é a criança que não correu, a moça que não foi desejada, a mulher que não houve. E poderia ter havido.
Muquém está encravada nos cafundós de Caucaia, no meio do mato, é verdade. Mas é fato também que está ali, na região metropolitana da quinta maior capital do país. O curioso caso da jovem de Muquém chama a atenção, principalmente, para o descaso do poder público.Ela não teve acesso à saúde, é o diagnóstico mais desumano que ouvi em toda essa história. A prefeitura local diz não ter suporte para tratamento adequado, e a população acaba por eleger apresentadores de TV como presidentes da república ( em letra minúscula mesmo).
Alguém vem dar casa. Outra emissora leva até o hospital. E quem vai ensinar o agricultor a pescar? Quem vai ensinar seu Mundico e dona Dôra a entender seus direitos? Que se dê a casa, é preciso ( e urgente). Que se possibilite o tratamento (é vital). Mas eles vão continuar pedindo à televisão. Porque ainda vão faltar o caminho para seu Mundico, a infância para Tamires, o mundo-do-lado-de-lá--asfalto para Nira.
Cabe ao poder público o mesmo cuidado que o jornalismo deve ter, pessoa por pessoa. cabe ao estado brasileiro garantir a moradia, saúde e vida para todos. É preciso, por exemplo,assegurar uma escola para Tamires, 5 anos, para que ela também não envelheça sem crescer, como a irmã. Quanto a Aldenete, meu Deus, que um dia ela consiga dizer que está com fome.
Enacara Aldenete não é fácil. É desconcertante vê-la sorrindo. Não porque ainda tenha dentes de leite e um corpo que não era para ser seu, que não lhe cabe. Não. É difícil encara Aldenete porque ela é a imagem de um Brasil que, aos 509 anos, não se desenvolveu da maneira que era para ser. E não se sabe se tem jeito."
E muitas Aldenetes ainda vivem por aí, escondidas em mundos que não passam na tela da TV, e que podem estar bem perto de nós.
Que absurdos como esse naõ sirvam para que entendamos o quanto inúmeros irmãos precisam de nossa ajuda para poder sorrir dignamente.

amilton

7 Responses
  1. Kellen Says:

    Estou chocada! Não consigo nem expressar com palavras o que estou sentindo agora......
    Não sabia deste caso.
    Chocante.............


  2. Davi Says:

    Muito bom essa postagem. Muito boa reportagem. Muito bom o blog. parabéns!!


  3. Amilton Says:

    Pois é amigos, eu tb ainda continuo chocado com todo esse caso... ontem a Aldenete começou a fazer tratamento,pela primeira vez na vida, no Hospital Universitário Walter Cantídio, na Universidade Federal do Ceará, possivelmente até o final do ano ela estará falando, e quem sabe poderá crescer alguns centímetros... 29 anos... fico imaginando... em 29 anos muita coisa mudou no mundo... mas ela continuou em silêncio num corpo de criança. abraços


  4. Amilton Says:

    Valeu Davi, que bom vc curtiu! abraço


  5. Diego Says:

    Boa tarde. Algum update no caso de Maria Aldenete?


  6. Amilton Says:

    Olá Diego, nas últimas notícias que tive sobre o caso, ela havia iniciado tratamento no hospital universitário Walter Cantídio, em Fortaleza, para restabelecer a fala e o crescimento.

    abraços


  7. olá pessoal meu nome é iliada stoppelli,eu ajudo Maria aldenete há muito tempo estou muito feliz por muita gente de todo os bairros aqui de fortaleza ajudarem ela e a familia sempre trago ela pra passar uns dias em minha casa,para fazer o natal , dia das crianças em fim tudo para ajudar a sua familia fiz uma página no facebook dela MARIA ALDANETE A MULHER BEBÊ para que chegue ao gug ou luciano huck