A Grande Família


Para finalizar a semana de atendimentos, última paciente do dia, é sexta-feira e uma senhora de 52 anos acabou de deixar o consultório odontológico. Fiquei pensando sobre o pouco que conversamos, mas suficiente para eu saber alguns detalhes da trajetória da família dela. Casada, dona de casa, e mãe de 23 filhos,isso mesmo,23 filhos!!! Não demonstrou em nenhum momento tristeza, angústia,arrependimento ao falar de seus 23 filhos,mas transpareceu ,sim, esperanças de que todos eles sejam alguém na vida,de acordo com suas próprias palavras:" Sabe, quero que eles vivam bem,que não passem nunca fome, que estudem,que trabalhem...". Sete dias depois que o 22o filho nasceu, simplesmente deixaram um presente na porta da casa dela,uma caixa e dentro da caixa uma criança, que passou a ser o 23o filho,e que foi acolhido com amor e a ser tratado como filho também. Acredito muito na missão de cada um, nos laços que nos unem, nos caminhos cármicos que nos ligam. Nada,simplesmente nada, acontece por acaso...
Fica aí a lição, de que mesmo tendo tudo para se lamentar, para desistir, essa família permaneceu unida,e continuam com sonhos de serem cada vez mais felizes,mesmo diante das adversidades. Resignação,paciência e amor!

amilton
3 Responses
  1. Olá Amilton, bacana o seu blog. Eu não vi o seu email para contato, vc pode me passar por favor?


  2. Amilton Says:

    Oi Ricardo, que bom vc curtiu o blog,obrigado. E-mail para contato: amiltonubajara@hotmail.com. abraços


  3. Silvio Says:

    Vinte e tres filhos?! Fico triste por conta dos filhos que forao colocados nesse mundo sem pedirem. A realidade e que todo AMOR desse mundo nao vai evitar que esses filhos passem fome ou dificuldades, a menos que sejam parte da elite (5%) do Brasil. Espero que esteja errado.