Hipocondríacos

       Há dias que a hipocondria,de alguns pacientes ou não, me atormenta,e isso já tem se tornado algo tão frequente na rotina dos atendimentos que certos pacientes já surturam na ausência do comprimido,do remédio.Algum tempo atrás uma jovem senhora ameaçou ficar completamente nua se não recebesse a receita de tranquilizante que ela "supostamente" necessitava.Um vício de muito tempo...
   "A vida é bela,o paraíso é um comprimido",esses versos caracterizados na voz de Dinho Ouro Preto refletem um pouco aonde chegamos e até que ponto poderemos enxergar uma saída.Certamente,o paraíso passageiro encontrado numa cápsula,num comprimido,é desvirtuado pelo inferno da impaciência,ansiedade,depressão exacerbada,enfim,traumas com marcas profundas.
    Poderíamos encontrar muitos culpados,mas nunca nós mesmos,seja como pacientes ou profissionais de saúde.Inseridos num sistema hegemônico  ,centrado na doença,hospitalocêntrico e que marginaliza,ainda temos muito o que mudar.
    Depois de atender a uma adolescente,fui inesperadamente abordado pela mãe eufórica da garota que reclamava porque eu não havia prescrito nenhum analgésico para a filha.Expliquei que não havia necessidade,pois o procedimento tinha sido extremamente simples,apenas uma restauração,simplesmente.Mas a mãe da garota não se conteve,queria de qualquer forma o analgésico,simulando uma suposta dor que a filha vinha sentindo no dente a dias,o que nada foi constatado,nem por mim e nem relatado pela adolescente,que todo tempo se manteve em silêncio,enquanto a apavorada mãe falava e andava de um lado para o outro...
    Ela saiu irritada,sem o analgésico...
    Casos de pacientes hipocondríacos existem aos montes,diariamente convivo com historias bem parecidas como essa.Educar as pessoas a enxergar e viver saúde não como simplesmente a ausência de doença,mas viver em sua total plenitude, é algo que ainda precisa ser inserido na educação,seja ela individual ou da coletividade.Muitos desses pacientes precisam de tratamento psicológico,precisam enxergar muito além da dor,da falta dela,da importância de encontrar uma vida pautada na felicidade,serenidade e equilíbrio longe das fórmulas químicas disponíveis nas farmácias.
     Façamos nossa parte...


2 Responses
  1. Kellen Says:

    Como as pessoas arrumam um refúgio nos comprimidos. Fico boba! Parece uma muleta, uma bengala, um verdadeiro apoio. É como se aquele comprimido fosse lhe deixar fora do ar um tempo ou se com a falta dele não pudesse sobreviver, suportar a vida.
    Cautela sim qto a prescrição de medicamentos. Parabéns, amigo!


  2. dentista Says:

    Obrigado pelas palavras!
    Volto mais tarde pra ler o seu com mais calma!
    =]