Nudez e Lucidez


Histórias comuns acontecem todos os dias,pessoas comuns cruzam meu caminho todos os dias,escolher a melhor de todas torna-se tarefa difícil.... Aos meus amigos que visitam sempre o blog e cobraram retorno dos posts,peço desculpas pela ausência demorada.... e lá vem mais história...
O cansaço de um dia inteiro de trabalho,o estresse físico e emocional,uma rotina desgastante,um número exagerado de pacientes no decorrer de um dia pode causar sérios danos ao profissional,tais como distúrbios psicológicos que já estão latentes e de uma hora pra outra aparecem do "nada". Há alguns anos atrás um colega meu de profissão seguia uma rotina estressante e já começava a apresentar um comportamento diferente . Eu jamais cogitava a possibilidade de algo estar errado e que era perfeitamente normal certas atitudes. Trabalhávamos no mesmo município,sendo que ele atendia aos pacientes num consultório montado dentro de um hospital municipal. Numa certa manhã , a cidade parecia atingida por um meteoro... as pessoas corriam,gritavam,riam... Quando soube o que acontecera pensei que era fruto da imaginação de alguém que não tinha nada para fazer.Mas era tudo verdade... Meu colega chegou cedo no consultório ,a sala de espera estava lotada como sempre,pois além de seus pacientes haviam aqueles que procuravam o hospital para ser atendidos por médicos,enfermeiros... Ele simplesmente ficou completamente nú,abriu a porta e perguntou a todos quem seria o primeiro! Todos saíram correndo! Crianças,idosos,jovens! Fiquei imaginando a cena! Ri,ri muito e depois cai numa tristeza imensa... Até onde vai o meu limite? O que realmente é importante para mim? Quantidade é mais importante que qualidade? Até onde posso ser calmo,tranquilo e seguir uma jornada de trabalho estressante? Meu colega foi levado da cidade direto para tratamento,passei mais alguns meses trabalhando por lá. Perdi contato com ele,mas acredito que hoje está bem,tranquilo e segue uma vida normal. E quando é o paciente que surta? Pois é,dois anos depois desse episódio uma paciente minha ficou completamente nua em plena sala de espera! Ela queria porque queria entrar antes de todos os outros! Ela ameaçou,gritou e até que retirou toda a roupa! Só ouvi gritos,correria e risos! Colocaram um lençol sobre ela e a levaram para casa!
Precisamos conhecer nossos limites! Até onde podemos ir?Qual o limite entre lucidez e loucura? São os loucos os seres mais lúcidos? Alcançaremos nossos objetivos sem precisar mudar de personalidade, sem precisar ficar nús? Abraço a todos
5 Responses
  1. nathizael Says:

    aqui estoun firme e forte... lendo mais uma cronica interessante, axei q n ia mais aparecer, max agora ja entendo o motivo da demora... É muito stressante essa nossa vida no geral, e na odonto... aiai, agora q tou vivenciando mais ou menos como q é a vida do profissional... fico de 13 as 18 h fazendo endo... sei como q é dificil, a dor no pescoço e nos ombros insuportavel... max estamos vivos ainda, isso q importa ne migu.


  2. Washington Says:

    A razão e a loucura andam de mãos dadas. Nossas mentes reagem de formas diferentes aos fatos do cotidiano. Todos nós temos um limite, mas, às vezes nunca o atingimos. Surtar é reagir por instito contra a auto-destruição, fugir da realidade que sufoca antes que seu fôlego acabe e você perca a razão de uma vez por todas e o equilíbrio se quebre. Bom mesmo é saber esquecer as aflições... Abração.


  3. Silvio Says:

    Amilton está de volta, Viva, viva, viva.


  4. dani Says:

    oh amigo, entendo perfeitamente essa crônica, pois passei por esse mesmo sufoco nesse mesmo consultório... vc sabe.. mas a cabe a nós decidir até que ponto devemos ir. no meu caso, melhorei 100% minha qualidade de vida e no final, isso é o que importa!!!


  5. priscily Says:

    kkkkkkkkkkkkk
    agora já sei o que fazer pra ser a primeira... hauhaua
    muito bom amigo...
    adorei seu causo... bjão